A Sequela!

22 Set

Um facto já aqui frisado por nós, e que com certeza não tem passado despercebido a todos aqueles que seguem o cinema com alguma atenção. É o crescente número de “franchises”. 2010 Não tem sido excepção neste particular: Toy Story 3, Sherek 3, Eclipse, Predadores, Residente Evil: Afterlife3D, Saw VI, Harry Potter: Deathly Hallows part1 (ainda por estriar). Será portanto surpreendente para muitos, afirmarmos que embora na presença de tão “ilustre” painel, a sequela nº1 do ano, não faz parte do mesmo!

Deixamos aqui uma pista para que tentem adivinhar: “Money”


Recuando no tempo para apanhar o fio pela meada, constatamos que distam 23 anos entre o primeiro filme e a sua sequela, de que hoje aqui falaremos. Pronta para estriar já esta semana, um pouco por todo mundo (por cá a 23/09/10).

Estávamos então no ano de 1987, quando um filme com estreia marcada para 13 de Dezembro desse ano, recebeu inesperadamente uma publicidade gratuita de valor impagável! Quando a 19 de Outubro do mesmo ano, se deu o Crash da Bolsa Nova-iorquina (a famosa Segunda Feira Negra de wall street, em que o mercado de acções desvalorizou 20%, num só dia). O filme em questão era, Wall Street do realizador Oliver Stone. No qual Michael Douglas daria o seu “Grito do Ipiranga” do sobrenome Douglas, apôs já ter provado ser um filho de peixe que sabia nadar (com a produção de Voando Sob Um Ninho De Cucos, e o papel de Jack Colton no campeão de bilheteiras, Em Busca da Esmeralda Perdida e a sequela A jóia do Nilo). Douglas ganharia com o papel de Gekko em Wall Street, o Oscar para melhor Actor Principal (batendo um concorrência de peso: (Marcello Mastroianni, Jack Nicholson e Robin Williams), que havia fugido ao seu pai Kirk Douglas, por 3 vezes ao longo da sua carreira.

O filme que era o terceiro da carreira do realizador, viria a ser catalogado inicialmente por alguns críticos, como sendo um Platoon/Os Bravos do Pelotão, que desta feita trocava o cenário das selvas do Vietname, pelos bastidores de Wall Street (encontrando um paralelismo entre os personagens do jovem idealista, desempenhadas por Charlie Sheen nos dois filmes. Dividido entre o sargento bom e o sargento mau em Platoon. E entre a figura do mentor e ídolo sem escrúpulos/Douglas e a figura paternal, sustentada em elevados valores morais, protagonizada por Martin Sheen). Mas rapidamente o filme acabaria por provar o contrário, mostrando-se ser um filme original no tema, e sobretudo conhecedor. Provando que embora não fosse uma obra-prima como Platoon (ou os seus subsequentes JfK e Assassinos Natos), que estávamos na presença de um grande filme, a todos os níveis recomendável. Que foi capaz como poucos, de entrelaçar o entretenimento com o ensinamento. Pois é daqueles filmes que após 125min de duração, saímos com a nítida sensação que temos uma nova perspectiva sobre o tema abordado, e que realmente aprendemos algo de novo! Para não falar da figura premonitória, que acabou por assumir a luz dos recentes acontecimentos no mundo da alta finança.

Em defesa de O. Stone, dizer que de facto a verdadeira semelhança entre os filmes, retirando o facto de terem sido escritos e realizados por ele e terem Charlie sheen em ambos os elencos. É que ambos contem factos reais, baseados nas experiências do próprio realizador. Primeiro como soldado voluntário na guerra do Vietname, e depois da sua breve experiência laboral na Bolsa.

Já quanto a personagem de Micahel Douglas/Gordon Gekko, a qual o actor regressa na sequela do filme. O mesmo, aquando da apresentação do filme, instado a comentar a surpreendente quantidade de “MBA”, e de teses nas mais prestigiadas Universidades, baseadas no seu personagem ao longo dos últimos 20 muitos anos… Retorquiu, em tom de piada, que talvez fossem esses os que agora lideravam as instituições financeiras mundiais, na actualidade.

Wall Street: O Dinheiro NãoPara/Wall Street: Money Never Sleeps Nesta sequela de 2010, viemos reencontrar “um Gekko” que apôs ter cumprido pena pelos seus actos ilícitos em Wall Street, parece empenhado em refazer a sua vida usando vias menos turvas. Servindo-se da sua “persona”, para desempenhar uma espécie orador conselheiro, que se multiplica em acções contra os malefícios das mas praticas financeiras. A intriga do filme tem a seu epicentro na convulsão dos mercados em 2008, e na percepção quanto a este Gekko aparentemente regenerado, a tentar restabelecer os laços familiares, entretanto caídos em desgraça. Ou se final mais uma vez, ele não estará disposto urdir um plano, para a manipular tudo e todos e assim tirar vantagem da situação. No elenco encontramos ainda: Shia LaBeouf-Jake Moore (no papel do jovem ambicioso, seduzido pela áurea lendária de Gordon Gekko), Carey Mulligan-Winnie Gekko (no papel de filha) e Josh Brolin-Bretton James.

Evitando destapar muito o véu, até porque não convém! Cumpre dizer que tal como o primeiro filme, este também se poderá categorizar como um Thriller/Drama. E ainda que termos como, deslocalizar, downsizing, ou bailout, já não constituam hoje novidade para nós, e façam parte do vocabulário global comum. Acredito que tenhamos aqui, entretenimento de elevada qualidade, e uma das propostas mais interessantes diferentes, nesta altura em cartaz (podendo mesmo ser uma das surpresas do ano, ainda que a reacção da critica tenha sido um pouco fria, no geral. O público parece estar a ser bem mais entusiasta, nos festivais por onde o filme tem passado…) A seu favor joga ainda o facto, de ser a primeira sequela do realizador que especialista neste tipo de filmes, versando algum pano de fundo em factos reais (JFK, Platoon, Nixon, Wall Street são das mais conseguidas do próprio e do género em geral. Daquele que é sem duvidas um dos melhores realizadores americanos, dos últimos 25 anos).

-No final, damos eco a celebre “line” deGordon  Gekko: Greed is good (a ganância compensa) a qual ele faz alusão neste novo filme. Dizendo que a ganância hoje em dia, parece ter atingido o estatuto de Decreto Legal, a qual todos se submetem…

http://www.youtube.com/v/5w4VKhjllzs?fs=1&hl=pt_PT&color1=0x234900&color2=0x4e9e00

7 Respostas to “A Sequela!”

  1. dardevelin Setembro 22, 2010 às 9:12 am #

    Quero ir ver este filme ao cinema mas….

    tenho medo, muito medo. lol

    Simplesmente porque nos últimos tempos os filmes que me levaram as salas foram AVATAR E INCEPTION, não quero BANHADAS, estou com saldo positivo. eheheh

  2. Ana Setembro 22, 2010 às 12:12 pm #

    Não sei se será filme para me levar ao cinema..mas sendo fã de sequelas (nao todas…🙂 ) fico tentada a arriscar.. Penso que, sendo sequela..vem um bocadinho tarde,mas se tiver o exito do primeiro e for tão didáctico,ja vale o tempo de espera..🙂

  3. L4 Setembro 22, 2010 às 12:59 pm #

    This is definitely i place to come, read and listen because it raises awareness in General…great job n well done.

    L4 with love

  4. daniel baptista Setembro 22, 2010 às 4:00 pm #

    Olá a tds! Antes de mais reparo que ta todo mundo, numa de pagar para ver :)! Darcy não tenhas medo lol, ainda que com certeza vais ter que baixar a fasquia, se não este ano já não vais ao cinema :)! Quanto ao que à Ana diz… Concordo por um lado, que se calhar venha um pouco tardiamente, mas por outro lado, se calhar faz mais sentido agora do que nunca… Com todas estas bolhas financeiras🙂 !
    L4, thanks 4 your kind support!

  5. dardevelin Setembro 22, 2010 às 4:39 pm #

    Por norma as melhores sequelas são aquelas que demoram um mínimo de 1ano e… a sair. Já chega de sequelas disparatadas.

  6. daniel baptista Setembro 25, 2010 às 2:51 am #

    Aí, é que creio estares enganado🙂 ! Porque se formos ver aquelas que são reconhecidas de um modo geral como as melhores sequelas de sempre… Vamos encontrar a cabeça, O Padrinho-2 (em que se aceita essa tese, por distar apenas 2 anos do primeiro), mas nos outros casos não: Exterminador-2 (7anos), *Alien-2 (7anos), Star Wars V: The Empire Strikes Back (3 anos). É claro que no caso do Wall Street é uma distância muito longa, mas esperemos para ver o resultado!
    No caso do Alien, na minha opinião continuo a achar o primeiro filme, como o melhor da saga*

  7. dardevelin-blogtastico Setembro 25, 2010 às 10:49 pm #

    Talvez me tenha expressado mal, no mínimo têm que demorar 1 ano a sair, quanto mais melhor. Foi neste sentido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: