A FEBRE DO HDMI!

10 Set

Estamos numa fase de expansão do HDMI, quase todos aparelhos já o trazem esta tecnologia incorporada. A verdade é que ficam muitas questões no ar sobre esta tecnologia, dado que, existe uma grande oferta, aos mais diversos preços. A dúvida permanece na cabeça do consumidor, afinal o que é ideal para mim? Então a equipa Blogtástico traz lhe um leque de notas para que possa fazer uma analise melhor quanto ao nível de oferta disponível.

HDMI – High-Definition Multimedia Interface

Não existe uma tradução directa para o português mas isso não é problema, aportuguesando a coisa, será algo do género – Interface Multimédia de Alta Definição, apenas pormenores.

Prosseguindo.

Como já foi dito o HDMI tem tido uma incorporação nos sistemas a um nível quase que animalesco, desde os principais intervenientes da tecnologia (os que mais beneficiam) as televisões, Leitores de BlueRay, DVD’s, computadores até as consolas e afins. Tudo quanto é nova tecnologia que faça altas transferências de dados é passível a uma futura integração deste tipo de cabo.

Mas porque?

Como se pode ler claramente no Wikipedia

“HDMI supports, on a single cable, any uncompressed TV or PC video format…”

Podemos então concluir que trata-se de um cabo único com capacidade de transmitir os diversos formatos disponíveis até data para a Televisão e ou computador sem necessidade de compressão. Os dados quando em valor bruto (não comprimidos) são em maior quantidade do que quando comprimidos. O que significa que podemos com um único cabo obter uma qualidade igual ou superior a 11 cabos específicos sendo 8 para os diversos canais de áudio e 3 para os canais de vídeo. Impressionante não é?

Os conceitos tomados para a criação deste cabo era conseguir remeter uma qualidade sem perdas com uma acessibilidade Plug-in (género conectar e já esta).

Mais sobre a compressão.

Os formatos mais usados no nosso dia-a-dia nem sempre são os melhores formatos, pois, embora julguemos que sim, actualmente usam-se mais ficheiros comprimidos do que alguma vez se pensara. Usam-se os comprimidos pelas questões mais óbvias, a poupança de espaço, e uma vez que houve uma melhoria significativa quanto a perda de dados, isto é, cada vez mais comprimisse ficheiros com uma perda de qualidade quase nula, então nesse caso a sua implementação é mais que bem-vinda.

Mas ainda assim há quem deseja a máxima qualidade e opta pelos métodos de compressão sem perdas de dados.

Acontece que os ficheiros não comprimidos exercem muito dos dispositivos emissores e receptores do sinal, contudo o meio que estabelece a ligação (o cabo) também pode influenciar o resultado final, com um ganho ou perca de qualidade.

Saiba mais sobre como podem os emissores e receptores afectar a qualidade da sua imagem aqui.

Mas agora aquilo que mais confunde!

1 Afinal os cabos HDMI são todos iguais?
2 Há diferenças entre os mais baratos e mais caros? Se sim, quais?
3 O tamanho do cabo importa?
4 Todos cabos HDMI funcionam em qualquer dispositivo com porta HDMI?
5 Por usar um cabo HDMI vou ter Alta definição?

Perguntas como estas podem tornar-se um verdadeiro tormento quando chega a hora de comprar um cabo ou aparelho que possua esta tecnologia.

1. Afinal os cabos HDMI são todos iguais?

Os cabos HDMI ao contrário do que se pensa, não são todos iguais, na verdade estes até possuem já 4 modelos distintos.

Diferencia-se especialmente na velocidade e capacidade de transmissão de dados.

As gamas vão desde o modelo 1.0 ao actual 1.4.

2, 3, 4 e 5.

Há diferenças entre os mais baratos e mais caros? Se sim, quais?

O tamanho do cabo importa?

Todos cabos HDMI funcionam em qualquer dispositivo com porta HDMI?

Por usar um cabo HDMI vou ter Alta definição?

As diferenças não estão no preço, mas sim nos materiais usados na criação do produto.

E aqui irá depender somente das seguintes questões.

O seus aparelhos, principalmente quando para uma televisão (o factor chaves é o tamanho da mesma).

Alíneas 2, 3, 4 e 5 em maior detalhe.

2.

Há diferenças entre os mais baratos e mais caros? Se sim, quais?

Os cabos HDMI não aceitam falhas, ou os dados são transmitidos por completo, ou existe uma falha completa e nada é transmitido. Significa que as interferências causadas ao cabo irão afectar e muito. Os cabos mais caros por norma possuem pontas em ouro, que ajuda a reduzir a interferência. O ponto 3 esclarece melhor as interferências.

Há principal diferença é a durabilidade do material e outras questões relacionadas com o ponto 3, 4 e 5.

3.

O tamanho do cabo importa?

O tamanho do cabo importa quando o comprimento do cabo é superior 3metros, visto que o sinal poderá sofrer mais perturbações afectando o mesmo impedindo que chegue ao destino. Para o utilizador comum isto não representa um grande problema até porque há fabricantes que dizem não haver problemas para distâncias até 15 metros.

Contudo acredito que sempre que possível o uso de um cabo não superior a 3 metro garante uma velocidade de resposta melhor com uma qualidade muito superior.

Já experienciei com cabos de 1.5 metro e 9 metro e notei diferenças, creio que 15 notaria ainda mais.

Solução para distâncias Superiores a 15 Metros.

Quando se as distâncias são superiores a 15 metros o uso individual do cabo HDMI deixa de ser recomendado, passando a ser apontado como solução o uso de um conversor do tipo HDMI/CAT5 permitindo-o usar um cabo de rede para a maior distancia sem perder a qualidade. É extremamente recomendável que o cabo HDMI não seja superior a 2 metro de modo a que o cabo de rede consiga receber o sinal na sua máxima qualidade.

Na outra extremidade do cabo de rede usa-se outro conversor HDMI/CAT5 seguidamente de outro cabo HDMI que ira fazer a conexão final.

Obvio que este processo afecta a qualidade da sua ligação, mas o resultado final é bem melhor que o uso independente de um cabo HDMI.

4.

Todos cabos HDMI funcionam em qualquer dispositivo com porta HDMI?

Desde que o equipamento possua a entrada sim ira funcionar, contudo a qualidade do receptor e emissor é que iram influenciar maioritariamente a qualidade do sinal.

5.

Por usar um cabo HDMI vou ter Alta definição?

Não necessariamente, poderá obter uma qualidade melhor que o que teria com o uso de um cabo comum, contudo para obter alta definição devera ter um sinal mínimo de 720p, sendo este o HD mais baixo. Pode ser alcançado num visor com uma resolução de 1280pixeis por 730pixeis.

Conclusão

Embora possa-se ter muita atenção ao comprar os nossos materiais a tendência é estes desactualizarem rápido. Por isso antes de comprar um equipamento pela sua capacidade analise bem as suas necessidades. É quase o mesmo que comprar um televisor enorme quando não tem a distância necessária, só ira estragar a vista sem nenhum dos benefícios. No caso do HDMI, não estraga a vista, mas deixa o seu bolso bem mais leve.

Mais informações sobre esta tecnologia aqui.

6 Respostas to “A FEBRE DO HDMI!”

  1. Ana Setembro 10, 2010 às 1:02 pm #

    Penso que por mais atenção que tenhamos na hora de comprar equipamentos…corremos sempre o risco de cair em erro..na mairia das vezes por a variedade ser extensa..por isso….so resultará mesmo o velhinho método da…exclusão de criterios…🙂

  2. dardevelin Setembro 10, 2010 às 1:05 pm #

    @Ana, e ainda assim há quem se deixe enganar. Foram disponibilizados alguns links para simplificar a procura, contudo se restarem duvidas a si ou alguém é mesmo só perguntar. Quem diz sobre este artigo digo sobre qualquer outro aqui publicado.

  3. Ana Setembro 10, 2010 às 2:32 pm #

    Na minha opinião penso que é muito fácil cair em erro no que diz resperto a tecnologias…a informação, por vezes, peca por excesso… Poe vezes são tantos os acessorios e funcionalidades,que, acabam por “baralhar” as nossas verdadeiras necessidades no que, a esses equipamentos diz respeito…
    Grata pela disponibilidade!

  4. dardevelin-blogtastico Setembro 10, 2010 às 7:13 pm #

    @Ana, não diria tanto pelas funcionalidades mas sim pelas nomenclaturas estranhas arranjadas, nunca dá para entender o que se pretende com aquele nome, que modelo esta a cima, assim como os porquês de uma ser melhor que a outra ( quando aparentemente semelhantes ).

  5. Ana Setembro 11, 2010 às 6:26 pm #

    Os nomes,por vezes “assustam” qualquer pessoa que seja menos entendida nestes assuntos…
    Quanto ao descobrirmos as semelhanças/diferenças entre produtos,por vezes acaba mesmo por ser uma verdadeira maratona…e uma “dor de cabeça”..mau mesmo é solicitar ajuda nos estabelecimentos destinados a esta tipo de produtos e ouvir uma resposta “sinceramente…nao sei…penso que sejam todos iguais…pode escolher!”

  6. dardevelin Setembro 12, 2010 às 12:19 am #

    E quando não é assim recomendam algo 50euros mais caro dizendo que é muito melhor, mas com diferenças quase nulas quando não mesmo nulas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: